Antes de tomar uma atitude radical como o corte de gás, o condomínio deve verificar se a convenção e/ou regimento interno fala desta possibilidade. Se essa previsão não existir, o melhor a fazer é submeter a decisão ao crivo da assembleia.