O motivo que mais atraia as pessoas para morar em condomínios fechados era a segurança, isso há algum tempo tem deixado a desejar porque os bandidos descobriram uma brecha e estão investindo pesado em arrastões, sequestros e outros tipos de roubo dentro dos condomínios. A polícia vem constatando que a maioria desses crimes acontecem por falha na segurança e também por envolvimento de funcionários/colaboradores do condomínio.

A própria polícia nos alerta quanto a alguns procedimentos que podemos fazer como gestores que ajudaram a minimizar esse risco.

É claro que os cuidados vão muito além disso, mas sejamos mais criteriosos com a análise dos documentos e informações antes de contratar um colaborador e também uma empresa terceirizada. Cheque as informações do currículo, pesquise a satisfação dos empregadores anteriores e verifique se não há nada que o desabone. Solicite os dados e retire na internet mesmo alguns documentos como o nada consta civil e criminal. Claro que nada disso é garantia de que estando tudo certo você estará 100% seguro, mas com certeza pode diminuir o risco e aumentar a segurança até mesmo para quem está sondando para trabalhar no condomínio.

Pensa comigo, você abriu uma vaga para porteiro ou auxiliar de serviços gerais e apareceu um currículo muito bom mais você não sabe de onde veio, simplesmente deixaram na portaria. O Síndico inexperiente agenda um horário no condomínio para conhecer o candidato e gosta muito do perfil porque consta que ele já trabalhou em vários condomínios (apesar dele não ter ligado em nenhum para confirmar a veracidade ou satisfação dos serviços. Pode ser mentira). O rapaz ou moça é simpático, é seguro, fala bem, etc… Ótimo, está contratado (não faz nenhuma análise de documentos ou de checar as informações). Pode providenciar a documentação porque você vai começar de imediato.

Isso é apenas para ilustrar o que acontece todos os dias em muitos condomínios Brasil a fora. Muitas vezes você pode estar contratando um fugitivo, um ex presidiário perigoso, um integrante de quadrilha que está entrando no condomínio apenas para conhecer e passar as informações, etc… Muitas vezes esse tipo de funcionário entra e sai e o síndico nem percebe que colocou todos os moradores em risco abrindo as portas para um bandido entrar e conhecer os pontos fortes e fracos da segurança.

Você acha que esse tipo de coisa só acontece com funcionários? Não, acontece com síndicos também. Muitos condomínios contratam um “Síndico Profissional” bandido que está respondendo a vários processos de outros condomínios e ninguém sabe porque a grande maioria não faz nenhuma análise mais aprofundada das informações antes de contratar.

Sabe o que é interessante? Em condomínio, quase nada é levado a sério como deveria. Quando você é contratado em uma empresa, até mesmo pequena, o empregador descobre as informações até dos seus antecedentes. Vasculha as redes sociais, busca e confere todos os documentos e todas as informações antes de contratar. Por que em condomínios é diferente? Não é um empregador também?

Pense nisso. Se você for se candidatar como Síndico, ofereça todos os nada constas possíveis às assembleias que você for participar e leve o mínimo de segurança para quem não te conhece. Faça isso também quando se tratar de contratações feitas por você para seu condomínio.  No caso de funcionários já contratados, repita essa pesquisa e atualize a pasta dos funcionários ao menos uma vez por ano.  Conhece aquele ditado que diz: “quem vê cara não vê coração” ou  “quem vê cara não vê aids” reflita sobre isso e faça o que é correto.

Um forte abraço,

Mailza Santos.