Em todo condomínio tem moradores que somam na sua gestão e tem moradores que atrapalham a sua gestão, assim como em todas as empresas que você for trabalhar.

Esses perfis muitas vezes, são carinhosamente apelidados por: SABE TUDO, O CARENTE, O PIT BULL, O CONFUSÃO, O DONO DO LOCAL, O ADVOGADO, O EX SÍNDICO e o que quer ser O PRÓXIMO SÍNDICO.

Você só precisa identificar essas pessoas e trazê-las pra perto. Diga que precisa da ajuda deles. Na maioria das vezes eles só querem atenção, expor seu pensamento, contribuir e ajudar o síndico com seu conhecimento, porém, aquele síndico que não gosta de trabalhar com gestão participativa começa a ignorar esse morador e assim começa a ter um problema que só vai aumentando com o passar do tempo. Se você já chegou ao ponto de ser alvo de um abaixo assinado para destituição, pode voltar um pouquinho no tempo e rever o histórico de quem está à frente desse processo.

Eles querem cobrar de você tudo que os síndicos anteriores deixaram de fazer, muitas vezes querem colocar pressão e não sabem fazer a abordagem correta. Nessa hora precisamos ter muita inteligência emocional para entender a expectativa dele sobre a nossa gestão.

Não precisamos vê-los como “bichos de sete cabeças”, claro que não! Ao contrário disso, esses são os moradores exigentes, críticos, que farão você crescer e apresentar resultados se souber trabalhar com eles. A famosa crítica construtiva é aquela que é feita apenas para ajudar a pessoa a se encontrar. É claro que nem todos querem ajudar, muitos desses querem mesmo destituir você e só vivendo isso pra saber identificar “o Joio do trigo”. Eles não são seus inimigos apenas concorrentes, então, seja melhor que eles.

As pessoas críticas e exigentes nos faz evoluir tornando-nos seres mais desenvolvidos e inteligentes, nos faz acordar e começar a desenvolver talentos ocultos para provarmos que somos merecedores também de elogios.

Lembre-se: O verdadeiro líder prospera na adversidade.

Demorei bastante pra entender isso, afinal, quem é que gosta de receber críticas? Quem é que gosta de trabalhar sob pressão, sob olhares atentos? Ninguém gosta mas precisamos entender que isso vai continuar existindo você gostando ou não, então, corresponda a expectativa desse público, dê a eles atenção e resolva os problemas que eles trouxerem, logo você não terá mais “possíveis inimigos” e sim aliados.

Um forte abraço,

Mailza Santos.