LATIDOS E MAL CHEIRO, QUAIS MEDIDAS O SÍNDICO DEVE TOMAR?

//LATIDOS E MAL CHEIRO, QUAIS MEDIDAS O SÍNDICO DEVE TOMAR?

LATIDOS E MAL CHEIRO, QUAIS MEDIDAS O SÍNDICO DEVE TOMAR?

Problemas com animais em condomínios são realidades vividas constantemente pelos Síndicos.
Quando o morador tem muitos cachorros na unidade e os vizinhos começam a se sentir incomodados com os latidos e mal cheiro, o que fazer?

Não demora muito para começarem as reclamações. É importante que o Síndico conheça a lei de proteção aos animais e tenha o cuidado de divulgar essa lei entre os condôminos com o objetivo de levar esclarecimento à todos.

Não é incomum acontecer maus-tratos a animais dentro do condomínio. Em alguns casos uma boa conversa entre síndico e morador resolve o problema, em outros é necessário fazer cumprir o Regimento Interno e Convenção e em último caso, a denúncia, já que maus-tratos é crime. Se comprovado maus-tratos, qualquer pessoa pode, e deve denunciar. A primeira atitude, é pedir aos moradores que estão se sentindo incomodados que se manifestem POR ESCRITO. Não vale apenas reclamação verbal.

Oriente-os que façam sua reclamação no livro de ocorrências ou envie por e-mail para o síndico caso o condomínio não faça uso de livros de ocorrências, pois somente assim o síndico terá respaldo para tomar uma atitude. A segunda coisa a fazer é verificar o que a convenção e o regimento interno dispõe sobre a matéria. Por mais que a Convenção ou o Regimento não proíba a criação de animais, normalmente ela tem alguma orientação para esses casos e o Síndico deve se guiar por ali.

Quase sempre, cabe o mesmo procedimento: Junte as reclamações, notifique depois multe, se resolver leve para a assembleia.

Você já viveu algo parecido? Compartilhe com a gente!

Um abraço,

Mailza Santos.

2018-08-08T17:32:22+00:00